Vem se informar, vem curtir. Mexe o mouse, fica à vontade! Seu lugar também é aqui! Informação, diversão, cultura num click. Produzido pelo CEDUC.
Jefferson Cristian Machado; terça-feira, 6 de abril de 2010


Olá, pessoal, com grande prazer iniciamos hoje o projeto CEDUC (Coletivo Educomunicador) através do blog Chega Mais que terá como objetivo atrair conhecimento através de reflexões sobre os mais variados temas que compõem o nosso cotidiano e nossas vidas como um todo. Utilizando vídeos, textos e imagens o objetivo do Chega Mais é interagir de forma mútua com os jovens buscando crescimento em áreas como cultura, política e educação social, além de fazê-lo desenvolvendo o senso crítico visando um mundo melhor compreendido e uma vida justificável por e para todos.

Para a abertura do blog foi escolhido um texto sobre a mentira, já que algum mentiroso disse que o dia primeiro deste mês havia sido tornado feriado mundial para homenageá-la, mas não foi, então nós a homenagearemos de forma atrasada ao nosso modo, refletindo. A mentira não merece ser avistada como algo que mereça homenagens e bons créditos, mas é algo tão corriqueiro na vida humana chegando a ser criada por cada pessoa considerada comum (sem distúrbios mentais) em média 3 vezes a cada 10 minutos de conversa, tornando-se a base e motivação para muitas vidas e ações, então, por isso, merece nossa atenção.

Aguardem as próximas postagens!
Muito obrigado e ótima leitura, Chega Mais!

Texto de Milla Pereira (www.millapereira.prosaeverso.net):

 A MENTIRA!


O que é a Mentira...
Omissão dos fatos?
Contar apenas meias verdades?
O silêncio consciente, com o único objetivo
de causar transtornos,
mal entendidos, maledicências?
Segundo o Dicionário “Aurélio”
entre outros sinônimos,
a Mentira é classificada como:
(afirmação contrária à verdade; engano propositado...).
Mas, quem mente, afinal?!
Aquele, considerado por todos,
como um mentiroso contumaz,
conhecido e apontado por muitos
e desacreditado por todos?
O que prefere se calar,
diante da gravidade de determinadas
situações, para não se envolver, porque
“não tenho nada com isso...”?
O Político Profissional, quando,
em campanha política,
promete o que sabe, de antemão,
que não terá condições de cumprir?
A mulher, que omite certos fatos,
considerados por ela, corriqueiros,
e prefere se calar diante de seu marido?
Ou o homem que esconde “quase” tudo de sua mulher!?...
Todos nós, em determinados momentos
em nossas vidas... mentimos.
Às vezes, mentimos todos os dias.
Não importa qual seja a intenção,
os motivos alegados por sua própria consciência.
Somos todos mentirosos...
Por falta de opção. Por compaixão.
Para nos escondermos de nós mesmos.
Não interessa...
Talvez fosse ótimo praticarmos,
no nosso dia a dia,
o hábito de olharmos para trás
e verificarmos o rastro deixado
por nossas mentiras.
Quanto mal causamos, a nós mesmos
por não termos dito a Verdade.
Muitos de nós, por medo ou fraqueza.
Então, por esses momentos
De fragilidade interior,
Causamos dor aos outros,
Provocamos a ira em alguém
A quem muito amamos e,
consequentemente, por vezes,
Somos acusados, injustiçados,
Desacreditados...
E, a quebra de confiança,
É algo grave e, talvez, irreversível!
a Mentira também pode se transformar
em Calúnia, e provocar um verdadeiro caos,
na vida das pessoas, que são os alvos dos mentirosos!
Nesses casos, “ela” tem um destino certo,
com uma única e definitiva condição:
o prejuízo moral, emocional ou material de alguém.
A língua, além de ser o “órgão
da cavidade bucal, principal da
deglutição, do gosto, e, no Homem,
da articulação das palavras”...
Também é uma arma poderosa,
que pode construir um mito
ou destruir a imagem de alguém!
As Palavras, quando proferidas sem nexo
e sem responsabilidade,
com covardia, insensibilidade
e sem que se analise as conseqüências
que elas podem trazer quando ditas
com maledicência, ironia e maldade,
têm um poder imenso no cotidiano
do ser humano!
Portanto, há que se ter o máximo de cuidado
quando nos dispomos a dizer algo sobre alguém,
quando relatamos uma história,
ou quando repassamos algo que ouvimos.
“Quem conta um conto...aumenta um ponto!”
Na maioria das vezes, as pessoas mentem
sem perceber que o estão fazendo.
Mas há os que mentem, intencionalmente,
com total consciência do mal
que esse ato insano, poderá causar a outrem...
Porém, mentem tanto, e toda uma vida,
que acabam por acreditar nas próprias mentiras.
E há os verdadeiros “Artistas” da Mentira!
Estes são os mais perigosos...
Pois, além de mentirem, o fazem com
tanta maestria, que quem os ouve... acredita!
Não em definitivo, é claro!
Pois ninguém poderá enganar a todos,
por todo o tempo!
Então, quando isso acontecer,
o Mentiroso obstinado, prepotente
e que não está acostumado a ser desacreditado,
não tendo mais público para suas Mentiras,
abandonado e sem ninguém que o ouça,
mentirá para si mesmo!...
E... o que é pior e mais trágico:
Acabará por acreditar nelas!
E, se auto-destruirá,
Com suas próprias mentiras!

    *************************


Milla Pereira Publicado no Recanto das Letras em 25/01/2007
Código do texto: T358750

6 comentários:

Alexandre Terra disse...

otmio blog! gostei bastante do texto! parabens

Erlanea Lopes disse...

Parabéns , pelo post adoreii !!!
valeu por comentar no meu blog adorei seu comentario.

Alaor Pedroso Netto disse...

Parabens pelo blog, vc deixou um comentario no meu blog pedindo um texto, vou fazer um soneto sobre a mentira e vou postar no blog ai se vc quiser vc reposta. Se você permitisse gostaria de colaborar com seu blog, conhecer melhor e postar também, pois gostei do ambiente. Passa um email pra contato, até mais.

Habib Sarquis disse...

Parabéns pela inaciativa e pelo blog.

Blog: Cultura Dinâmica - www.culturadinamica.wordpress.com

Guilherme Cechelero disse...

Muito legal... acredito que a mentira.. faz parte do contexto social brasileiro...
Ou seja a mentira faz parte no Brasil, da CULTURA!!

Parabéns pela iniciativa do site CEDUC-FG!! e pelo tema também!!

makesmile disse...

muito legal, parabéns pelo blog .

passa lá > www.makesmile.wordpress.com

Postar um comentário